sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Como formar uma equipe de vendas

dicas para formar uma equipe de vendas

A grande maioria das empresas, de qualquer tamanho ou segmento de mercado, tem um desejo constante e insaciável em mente: vender mais.
Por outro lado, no caso de quem ainda está pensando em abrir o próprio negócio, a dúvida é como iniciar as vendas com sucesso.
Seja qual for o seu caso, você precisa investir na formação de uma boa equipe de vendas. Mas, como fazer isso?
Veja por que isso é importante e aproveite as 20 dicas para formar uma equipe de vendas que nós preparamos para te ajudar!

Por que o seu negócio precisa de uma boa equipe de vendas

Com a enorme concorrência em praticamente todos os nichos de mercado, contar com profissionais competentes faz toda a diferença para ter um empreendimento lucrativo.
Bons vendedores vão além de destacar os benefícios de um produto ou serviço, mas conquistam a confiança dos clientes por ser verdadeiros consultores, criando valor para eles de várias maneiras.

20 dicas para formar uma equipes de vendas campeã

Formar uma boa equipe de vendas tem de estar entre as prioridades de quem deseja comandar um negócio de sucesso. Mas, como fazer isso? Veja 20 dicas práticas:

1- Estabeleça valores a seguir

Muitos reclamam do quanto vendedores não têm escrúpulos e só se importam em fechar a venda a qualquer custo. Isso acontece quando não há valores definidos pela empresa.
Por isso, se você preza por altos padrões de ética e moral, coloque-os em evidência desde o início e se certifique de que esses princípios serão cumpridos com o passar do tempo.

2- Contrate pensando nos valores definidos

Contratar um vendedor que não está alinhado com os valores definidos vai tornar o seu trabalho muito mais difícil.
Nesse caso, provavelmente um dos cenários se concretizaria:
  • Os valores seriam deixados de lado por todos;
  • A equipe teria divisões e sérias divergências de opinião;
  • Levaria tempo demais para moldar o time aos valores propostos.
De qualquer modo, o desempenho seria fortemente prejudicado. Por isso, faça valer os princípios definidos já na hora de contratar.

3- Não procure por robôs, explore os diferenciais de cada vendedor

Na hora de montar uma equipe, um erro comum é procurar por pessoas muito parecidas entre si ou que tenham um comportamento específico.
Em vez disso, procure diversificar e procurar pessoas de personalidades e estilos de venda diferentes.
Isso pode ser de grande ajuda em negociações mais complicadas, especialmente quando o jeito de um vendedor não se encaixa bem com a expectativa do cliente.

4- Nunca pare de recrutar

Você nunca sabe quando um membro de sua equipe precisará sair da empresa. Por mais que as coisas vão bem, há sempre situações como uma oferta de emprego melhor ou um problema familiar que podem pegá-lo de surpresa.
A solução é continuar atento aos profissionais disponíveis no mercado, pois assim que precisar já terá boas opções prontas para integrar o time.

5- Monte um processo estruturado de vendas

Um dos maiores problemas de vendas é a falta de processo, ou utilizar um processo desestruturado, que não foi testado e otimizado para gerar mais lucro.
Procure entender o seu público e a jornada pela qual os clientes passam, desde a fase de descoberta até o fechamento do acordo. Assim, terá melhores condições de montar um processo eficiente.

6- Promova a colaboração

É verdade que muitos vendedores são movidos a desafios e têm um perfil competitivo, mas estimular a competição interna é uma receita para o desastre.
Se você quer ter sucesso, mostre para a sua equipe que a colaboração é o melhor caminho e que quando um vende, todos ganham.
Sem isso, os vendedores talvez fiquem mais preocupados em ganhar um do outro do que em ajudar os clientes e se destacar da real concorrência.

7- Saiba quais são as motivações de cada um

A verdade é que ninguém rende o seu máximo desmotivado, e no caso da equipe de vendas isso é duplamente verdadeiro. Mas, o que fazer para motivar a equipe?
Em vez de tentar adivinhar ou simplesmente oferecer os mesmos incentivos a todos — dinheiro é o mais comum — , procure entender o que motiva a cada colaborador.
A melhor forma de fazer isso é por conversar e conhecê-los pessoalmente no dia a dia.

8- Incentive o uso da tecnologia

A tecnologia é um dos aliados mais poderosos de uma equipe de vendas eficiente e produtiva. Sendo assim, não tenha medo de incentivar seus vendedores a usá-la.
Inclusive, invista em soluções tecnológicas, como um bom sistema de CRM e aplicativos de comunicação interna, como o Slack.
Sem dúvida, suas vendas crescerão bastante por usar os recursos que estão disponíveis atualmente.

9- Peça e ofereça feedback constantemente

Por mais que você esteja presente nas operações diárias do seu time de vendas, são eles que estão na rua todos os dias e enfrentam os problemas mais comuns.
Por outro lado, você tem uma visão mais ampla e imparcial do negócio como um todo.
Então, a troca de feedback por meio de conversas descontraídas e francas é uma excelente forma de alinhar os pensamentos e corrigir pequenos problemas logo que surgirem.

10- Descarte a microgerência do dia a dia

A microgerência, ou seja, controlar cada detalhe do trabalho de outros para garantir que seja bem feito, não gera reações positivas e tampouco contribui para aumento nos lucros.
É sempre melhor dar espaço e deixar que os profissionais desenvolvam seu trabalho com criatividade e tempo, para que suas ações produzam frutos.
Você vai perceber como isso dá resultados muito melhores e deixa o ambiente agradável.

11- Centralize as informações por meio de um CRM

CRM (Customer Relationship Management) — ou Gestão de relacionamento com o cliente — é uma das ferramentas mais importantes para o time de vendas.
Por meio dele, todas as informações sobre clientes e leads ficam centralizadas e acessíveis de qualquer lugar. Histórico de atendimentos, compras, formas de contato preferidas e outros dados relevantes ficam à disposição o tempo todo.

12- Invista em treinamento contínuo para toda a equipe

Nem os melhores profissionais conseguem se manter relevantes no mercado sem se atualizarem com respeito a novas técnicas de vendas, desejos dos clientes e até leis reguladoras, dependendo do ramo da empresa.
Por isso, invista em treinamento contínuo, a fim de que seu time nunca fique ultrapassado e deixe os resultados caírem.

13- Dê autonomia baseada em resultados

A autonomia é um dos maiores incentivos que um profissional pode receber, pois isso indica que há confiança no trabalho dele e que poderá desenvolver melhor seu potencial a favor da empresa.
Por isso, dê mais autonomia aos vendedores por deixar que montem seus horários e decidam como abordar cada cliente — claro, respeitando o processo e valores já definidos.

14- Escolha métricas e as siga de perto

Como saber se a estratégia que está seguindo é a certa? Por acompanhar métricas que deixem claro qual é o real estado do negócio.
Por isso, pesquise quais são as métricas mais importantes de vendas, aprenda como elas se encaixam entre si e faça uma análise contínua de cada uma para entender se precisa fazer algum ajuste no planejamento.

15- Ajude os profissionais a serem mais produtivos

Distrações e interrupções são os grandes inimigos da produtividade. Por isso, ajude a sua equipe a não cair nas armadilhas comuns, especialmente se cada um tiver a liberdade de montar a própria agenda.
É claro que não vale a pena restringir redes sociais e outras possíveis distrações. Apenas lembrar os vendedores de que a autonomia só vem com resultados já será um poderoso incentivo.

16- Defina metas claras

Ninguém conquista seus objetivos sem saber quais são eles, não é mesmo? Sendo assim, deixe claras as metas que pretende alcançar, e seja o mais específico possível ao fazer isso.
Em vez de planejar “aumentar as vendas no próximo ano”, seria muito mais produtivo definir “aumentar as vendas em 15% na região Sudeste”, por exemplo.

17- Mantenha um controle semanal dos objetivos

Por controlar os objetivos semanalmente, você consegue quebrar alvos grandes em metas pequenas, e ter mais controle sobre o quanto está perto de alcançá-las.
Além disso, os vendedores conseguirão distribuir melhor a rotina de trabalho em vez de pensar que basta fazer uma venda grande no fim do mês para se sair bem — o que é uma grande armadilha.

18- Conheça bem os clientes e se planeje com base nisso

Vender sem conhecer bem os clientes é a fórmula certa para perder tempo e dinheiro. Imagine quanto esforço extra seria necessário para bater as metas?
E não basta só entender os clientes como um todo — isso já será feito ao montar o processo de vendas — , é preciso conhecer o comportamento e as necessidades de cada um, a fim deajudá-los de forma personalizada e conquistar sua confiança.

19- Crie uma cultura vendedora na empresa toda

Além de transmitir todo o valor do produto para os clientes em potencial, os vendedores também são os mais indicados para ajudar a criar uma cultura vendedora em toda a empresa. Como?
Por ensinar outros a desenvolver o mesmo senso de oportunidade que eles mesmos têm — tão necessário para fechar um acordo. Com isso, verá novas vendas sendo feitas mesmo nas situações mais inesperadas.

20- Jamais se acomode na sua estratégia

A pior coisa que pode acontecer para uma empresa é a acomodação. Isso é como ferrugem para o negócio, que começa aos poucos e vai se espalhando até que ele esteja “caindo aos pedaços”.
Sempre se adapte a novas circunstâncias e mantenha sua equipe de vendas preparada para enfrentar dificuldades e limitações com criatividade. Dessa forma, nunca perderá um bom negócio.
Se destacar nas vendas realmente é um desafio. Mas, seguindo essas dicas para formar uma equipe de vendas forte e versátil, você terá todos os meios de atrair, engajar e fidelizar os clientes.
O segredo está em seguir processos, testá-los e se renovar sempre que preciso.

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Nova atualização do Instagram libera zoom em fotos e videos.



Desde o dia (31.08.2016), o Instagram liberou uma nova funcionalidade para rede social. Com a novidade os usuários agora também podem dar zoom em fotos e vídeos em execução. A atualização chega junto com a versão do 9.2 do Instagram e já está disponível para download em celulares com processadores Android e iOS, sendo que os usuários do Iphone devem recebê-la primeiro.

"Estamos felizes por trazer essa opção para a comunidade — todo conteúdo postado no feed poderá ser aumentado", explica a equipe de desenvolvimento do app, em comunicado oficial.
A funcionalidade surge como um diferencial que motivou polêmica nos últimos meses, quando a rede social passou a permitir a publicação de vídeos, semelhante ao concorrente Snapchat.
Resolução das imagens – Toda foto, cuja largura é de 320 a 1080 pixels é compartilhada com a resolução original, respeitando a taxa de proporção entre 566 e 1350 pixels de altura e largura de 1080 pixels. Caso seja compartilhada uma foto com resolução menor, esta será aumentada para uma largura mínima de 320 pixels.
Para IOS a resolução máxima de imagens é de 2048 x 2048 no iOS e varia no Android.

quarta-feira, 31 de agosto de 2016

15 ferramentas Grátis para Marketing Digital

Shutterstock

O marketing digital é cada vez mais importante para as empresas, principalmente em fase inicial. Pesquisar sobre o mercado em que atua, a concorrência e o que é falado na mídia sobre a sua empresa e as outras, podem ser estratégias de sobrevivência.

De acordo com dados da IAB Brasil, os investimentos em mídias digitais em 2015 foram em torno de R$ 9,3 bilhões, o que mostra a força que o mercado de digital vem ganhando. Atualmente, o segmento de search e classificados é o responsável pelo maior volume de verbas publicitárias, com R$ 5,169 bilhões.
No entanto, para quem está começando um negócio, muitas vezes com orçamento apertado, existem diversas ferramentas gratuitas que permitem uma análise do mercado e da concorrência, e podem ser grandes aliadas de empreendedores que estão começando um negócio. Seja para coletar dados e análises de buscas pagas e orgânicas, fazer SEO de websites, social media e link-building. Ferramentas free ou freemium podem ajudar nessa tarefa.
A SEMrush, por exemplo, é uma ferramenta de busca competitiva e business intelligence que entrega dados e análises de buscas orgânicas, SEO de websites, social media e link-building. Há várias funcionalidades freemium na plataforma, que podem ajudar a empresa nos primeiros passos na análise do desempenho da marca online.
Confira 15 ferramentas que podem auxiliar em toda a presença da marca online:
1 – WordPress.org ou WordPress.com: ajuda a criar um novo website gratuitamente.
2 – Hostgator – hospedagem de sites.
3 – Graphics Hiver – design de logos.
4 – The Name App: encontrar um nome disponível para o aplicativo da empresa.
5 – Google Trends: mostra termos mais buscados.
6 – Google Keyword Planner: possui as palavras-chave mais buscadas.
7 – Open Site Explorer: ferramenta para análise de links.
8 – Google Analytics: monitorar as atividades do site em tempo real.
9 – Google Pagespeed Insights: verificação da performance do site.
10 – Broken Links: encontrar links quebrados, redirecionamentos e outros problemas.
11 – GetResponse– ferramenta de e-mail marketing.
12 – Sumome Scroll Box– captura de e-mails para enviar informações sobre uma empresa.
13 – Survey Monkey – criação de formulários de pesquisa.
14 – HootSuite – Gerenciamento de redes sociais.
15 – Social Analytics: verificar as interações geradas nas mídias sociais por um URL.

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Qual rede social sua empresa deve usar?

estrategia de marketing digital 2

As redes sociais são a tendência que mais crescem atualmente, por isso, inclui-las na estratégia de marketing digital do seu negócio é tão importante

Você já deve ter ouvido falar em Marketing de Rede Social – Social Media Marketing -, não é mesmo?
Para entender melhor o que é isso, fizemos um “apanhado” de definições que encontramos em sites e blog especializados:
“Marketing de redes sociais é o processo de melhorar o movimento ou atenção de um site da internet através de outros sites de redes sociais”, Wikipedia.
“Marketing de redes sociais é o processo de criar um conteúdo que é adaptado ao contexto de cada plataforma individual das redes sociais, com o intuito de direcionar o comprometimento e compartilhamento do usuário”, Neil Patel.
“O Social Media Marketing são as ações de marketing relacionadas a estas redes sociais seja para fixação de marca, relacionamento com seus clientes e até as ações virais”, Marketing de Busca.
“O marketing nas mídias sociais é a estratégia pela qual nos valemos das principais redes sociais como ferramentas de promoção de uma marca, divulgação de produtos ou serviços”, Academia do Marketing.
“Social Media Marketing é o conjunto de ações e técnicas de marketing digital para promover posicionamento de marcas, produtos ou serviços nas redes sociais, sendo hoje em dia considerado um dos componentes principais da estratégia de marketing de uma empresa. O marketing em mídias sociais privilegia o envolvimento e a relevância dos conteúdos, gerando envolvimento e interação nas redes sociais, onde a comunicação é bilateral o que amplia o alcance da opinião dos consumidores finais”, Plugcitários, por Marina Rodrigues.
Como definir uma estratégia de marketing digital?
Toda empresa que investe em marketing de redes sociais quer ganhar acessos, divulgar a marca e gerar novos clientes . Mas a pergunta é: o que você faz para ter estes resultados?
O ideal é criar conteúdos que funcionem bem em cada plataforma. Para ter sucesso, esse conteúdo precisa ser envolvente. Só assim as pessoas  vão querer compartilhá-lo. Todo conteúdo viral começa dessa forma. Ele é tão bom que faz com que o usuário queira mostrá-lo a todos os amigos e assim por diante. Por isso, toda marca que resolve apostar suas fichas nas redes sociais deve ter uma estratégia de marketing digital bem definida.
Você deve conhecer algumas redes sociais, mas elas já passam de 200 – a cada atualização surgem mais de 100 novas redes e outras 100 são desativadas. É possível conferir algumas dessas redes sociais no gráfico abaixo, chamado de “O Prisma da Conversão”, desenvolvido pelo analista digital Brian Solis.
Se o seu negócio é novo nas redes sociais, o ideal é apostar nas mídias que já estão no mercado há anos. Apostar em algo novo pode ser ótimo se você estiver bem preparado, mas se a sua estratégia de marketing digital nas redes sociais ainda não estiver estabilizada pode ser um risco.

Quais redes devem estar na sua estratégia de marketing digital?

Facebook
A rede passou de 1,49 bilhão de usuários ativos por mês em junho deste ano. O seja, um quinto da população mundial (mais de 7 bilhões de pessoas) tem uma conta no Facebook. Segundo o Huffington Post, se o Facebook fosse um País, ele seria o maior, ultrapassando até mesmo a China.
Ela oferece aos profissionais de marketing os mais visados links patrocinados, nos quais é possível ser específico e definir seu consumidor nos mínimos detalhes. Além disso, o Facebook te dá muita liberdade em relação ao conteúdo, com a opção de compartilhar imagens, vídeos e textos.
Instagram
O Instagram conquistou 1 milhão de usuários em apenas 3 meses. Hoje, já são 500 milhões de usuário. A rede social de fotos tem a maior taxa de engajamento. Isso porque curtir no Instagram é muito simples – basta dois cliques sobre a foto. Além disso, você pode publicar pequenos vídeos. Ashashtags são essenciais e também é possível anunciar (sempre usando um botão para ação). Confira algumas categorias que se dão bem no Instagram, antes de definir sua estratégia de marketing digital:
  • Empreendedorismo
  • Saúde e beleza
  • Moda
  • Esportes
  • Famosos e personalidades
Youtube
Essa plataforma mudou a maneira que consumimos vídeos atualmente. Ela nos deu a possibilidade de expressar nossa opinião em comentários.  São cerca de 200 milhões de horas de vídeos assistidos por mês. Os usuários bem-sucedidos sabem entreter ou ensinar algo ao público. É um ótimo meio de compartilhar conteúdo com o público de seu negócio com vídeos de tutoriais sobre produtos e serviços. Use também outros canais para dirigir seus seguidores para o Youtube, por exemplo, usando fragmentos de seus vídeos no Facebook, Google+ ou Instagram.

Mais redes

Google+
Com cerca de 250 milhões de usuários, a rede foi o contra-ataque do Google ao Facebook. A vantagem do Google+ é a sua integração com o Gmail. Com o Google+ também é mais fácil se conectar às pessoas, pois ele permite que você adicione as pessoas desde seu e-mail de notificação.
A integração com o Google Hangouts, utilizado para hospedar webinários, também colaborou para o crescimento da rede. Vale a pena usar o Google+ para a sua empresa, principalmente, se os seus círculos diferem dos seus fãs do Facebook.
LinkedIn
A rede social profissional é motivada basicamente por uma razão: fazer negócios. Se vai apostar nessa rede, saiba que os usuários querem saber o que há de novo em sua indústria, quem está contratando, quem está demitindo e como otimizar sua performance no trabalho.
Pinterest
A rede é vista como um grande quadro de recados. Nela, você pode organizar imagens encontradas na internet e publicar fotos de seus produtos. 85% do público são mulheres, por isso, segmentos como decoração, design de interiores, cozinha e roupas vão extremamente bem. Lembre-se que as suas fotos vão precisar de uma formatação especial para parecerem boas lá.

Para empresas jovens e modernas

Snapchat
São 100 milhões de usuários ativos diariamente. O público é composto 70%  por mulheres e 70% por pessoas com idade abaixo de 25 anos. A sua empresa quer atingir este público?
Então, você precisa estar no Snapchat. Como as imagens e vídeos desaparecem depois 24 horas, o conteúdo deve ser imediato ou mais real time possível. Cenas de um evento, uma palestra ou um show são sem bem-vindas. A ideia é mostrar aqui o que você não mostraria em outras redes – momentos preciosos.
Periscope
O aplicativo de transmissão ao vivo pela internet está alinhado com a tendência de produzir mais e mais experiências ao vivo. Os profissionais podem aparecer em frente à câmera do celular e falar sobre um tema.  O público, por sua vez, pode reagir e comentar. Assim como o Snapchat, momentos preciosos devem ser mostrados nesta rede. Também vale fazer da sua apresentação ao vivo um evento, algo esperado pelo público.

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Google lançou o Duo para chamadas em vídeo



O Google anunciou o lançamento do Google Duo, um aplicativo para realizar chamadas de vídeo entre duas pessoas.
Disponível para Android e iOS, o Duo foi projetado para funcionar bem mesmo em conexões de baixa velocidade. Caso a rede não permita uma videochamada, o Duo automaticamente pausará o vídeo para manter a ligação apenas com áudio.
“O Duo é simples do início ao fim. Tudo de que você precisa é de um número de telefone para ser capaz de ligar para qualquer pessoa em sua lista de contatos”, publicou o engenheiro-chefe de software Justin Uberti no blog da empresa.
“Não é preciso uma conta separada. Você pode se inscrever e começar a ligar em apenas alguns cliques”, disse.
A feature Knock Knock, que permite ver uma visualização em vídeo ao vivo de quem estiver ligando, irá funcionar somente na tela de bloqueio para dispositivos Android.
No iOS, de acordo com o Google, o Knock Knock funciona somente se o aplicativo já estiver aberto no smartphone de quem recebe a chamada.
Google Duo está disponível para smartphones Android Jelly Bean, e superiores, e iPhones com iOS 9, e superiores. Todas as chamadas pelo Duo são criptografadas ponto a ponto.