quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Google lançou o Duo para chamadas em vídeo



O Google anunciou o lançamento do Google Duo, um aplicativo para realizar chamadas de vídeo entre duas pessoas.
Disponível para Android e iOS, o Duo foi projetado para funcionar bem mesmo em conexões de baixa velocidade. Caso a rede não permita uma videochamada, o Duo automaticamente pausará o vídeo para manter a ligação apenas com áudio.
“O Duo é simples do início ao fim. Tudo de que você precisa é de um número de telefone para ser capaz de ligar para qualquer pessoa em sua lista de contatos”, publicou o engenheiro-chefe de software Justin Uberti no blog da empresa.
“Não é preciso uma conta separada. Você pode se inscrever e começar a ligar em apenas alguns cliques”, disse.
A feature Knock Knock, que permite ver uma visualização em vídeo ao vivo de quem estiver ligando, irá funcionar somente na tela de bloqueio para dispositivos Android.
No iOS, de acordo com o Google, o Knock Knock funciona somente se o aplicativo já estiver aberto no smartphone de quem recebe a chamada.
Google Duo está disponível para smartphones Android Jelly Bean, e superiores, e iPhones com iOS 9, e superiores. Todas as chamadas pelo Duo são criptografadas ponto a ponto.

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Acesse redes Wi-fi em qualquer lugar.


Numa época em que diversas operadoras de telefonia móvel ignoram o Marco Civil e cortam o fornecimento de dados móveis quando os usuários excedem a franquia, ter acesso a redes WiFi é uma ótima forma de se manter conectado sempre que necessário.

Encontrar redes próximas, no entanto, nem sempre é tão fácil assim. Felizmente, existem diversos aplicativos voltados exatamente para esse propósito. Usando um pouquinho do seu plano de dados, eles permitem ao usuário encontrar e acessar hotspots WiFi próximos de suas localizações, para navegar à vontade.

Boa parte desses aplicativos é fruto da criação colaborativa: os apps oferecem um meio pelo qual usuários podem registrar redes e suas senhas. E, como outras plataformas desse tipo, eles podem ter problemas: é possível que um usuário registre a localização e a senha de uma rede pessoal no aplicativo, prejudicando o dono da rede. Vale a pena prestar atenção e evitar usar redes desse tipo.

Problemas desse tipo, no entanto, são relativamente raros. O mais comum é que esses aplicativos ofereçam uma maneira simples e eficiente de se conectar à internet em qualquer lugar. Abaixo, buscamos listar sete aplicativos semelhantes que trazem essa possibilidade, cada um com a sua especificidade, para Android e iOS. Confira:


Mandic Magic (AndroidiOS)
Talvez o aplicativo mais popular para se achar pontos de acesso WiFi, o Mandic Magic é basicamente um mapa criado colaborativamente por seus usuários. Qualquer um deles pode marcar no mapa a localização de uma rede WiFi, compartilhando também a senha (caso o hotspot exija senha). Assim, qualquer pessoa com o aplicativo consegue acessar qualquer um dos hotspots listados. E como o aplicativo é alimentado pelos usuários, novos pontos são sempre acrescentatos, e as senhas disponíveis costumam ser atuais.

Avast Wi-Fi Finder (Android)

Reprodução
O foco do Avast Wi-Fi Finder, como seria de se esperar, é segurança. Ele foi desenvolvido pela Avast, fabricante do popular antivirus gratuito. Ele é o resultado de um programa de crowdsourcing da empresa que começou em agosto de 2015 e coletou informações de mais de 230 milhões dos usuários do Avast para Android. Com base nos dados coletados, a empresa avaliou os dados de segurança de cada rede antes de incluí-la no aplicativo.

Fing (AndroidiOS)
O Fing é mais um scanner de redes do que propriamente uma ferramenta para encontrar hotspots - embora ele faça isso também. O que o aplicativo faz é escanear as redes e dispositivos próximos e fornecer uma quantidade impressionante de informações sobre elas e sobre os aparelhos conectados a elas. usuários mais experientes podem usar essas informações para avaliar a qualidade e segurança dos hotspots próximos, e ele pode até mesmo ser usado como ferramenta de diagnóstico para sua rede doméstica.

Wi-Fi Finder (AndroidiOS)

Reprodução
Além de ter o tradicional modo “mapa”, que pode ser usado para encontrar pontos de acesso a redes sem fio próximos à localização do usuário, o Wi-Fi Finder se diferencia dos outros aplicativos dessa lista por conta de seu “modo radar”. Ele mostra uma área menor próxima ao usuário para ajudá-lo a descobrir qual das redes em seu entorno tem o melhor sinal naquele momento. Além disso, ele possui mais de 550 mil pontos de acesso listados em 144 países.

WeFi Finder (AndroidiOS)
O WeFi Finder tem um foco um pouco mais colaborativo do que os outros aplicativos da lista. Além de exibir um mapa com os hotspots próximos do celular, ele também permite que os usuários comentem sobre a qualidade, estabilidade ou segurança das conexões oferecidas. Também é possível avaliar as redes, para ajudar outros usuários a escolherem a melhor conexão próxima de seu local.

Instabridge (AndroidiOS)

Diferentemente do que o nome sugere, o Instabridge não tem nada a ver com o Instagram. Ele é mais parecido, na verdade, com o Mandic Magic: é um mapa criado colaborativamente para informar a localização e as formas de acesso a redes WiFi públicas. Mas ele possui também alguns diferenciais interessantes: por exemplo, ele permite que você baixe os mapas das redes para poder acessá-los offline, quando nem o 3G estiver pegando. E ele também consegue inserir as senhas da rede diretamente, sem necessidade de digitá-las, o que é bem útil para o caso de redes com senhas longas e complicadas.

WiFi Mapper (Android)

Como dá pra ver pelo vídeo, o WiFiMapper possui uma lista de redes bastante grande em diversos locais do mundo. Uma das maneiras como ele consegue isso é por meio de integração com o FourSquare: no caso de estabelecimentos como restaurantes e hostels, o aplicativo consegue se integrar com essa rede social para mostrar os comentários relevantes sobre os locais - e sobre suas redes. Assim, ele é ótimo para descobrir as senahs dos WiFis de bares e restaurantes sem precisar chamar o garçom.

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

O segredo revelado: Qual o horário nobre das redes sociais ?

socialicons

A Sprinklr divulga anualmente o estudo “Horários Nobres nas Redes Sociais”, que avalia os dias e horários de maior engajamento online dos usuários brasileiros nas plataformas. A nova edição do estudo, com dados de 2015, foi agora divulgada pela empresa (acesse aqui).
O levantamento considerou as três principais redes sociais (Facebook, Instagram e Twitter) durante o ano de 2015 e traçou o perfil dos usuários de cada uma. Durante a análise, a Sprinklr coletou mais de 160 milhões de menções dentro das plataforma.
Cada rede social oferece uma possibilidade para o usuário, o que influencia o tipo de interação dentro delas. O Twitter, por exemplo, é a plataforma que mais se aproxima do tempo real por conta do limite de caracteres reduzido, que possibilita uma frequência maior de publicações e é usado para comentários de acontecimentos live, como programas de televisão, futebol e notícias, representando 56% do total de menções. O Facebook fica em segundo lugar, com 38% das interações, seguido pelo Instagram, com 6%.
Twitter
Os dias mais populares dentro do Twitter são as quartas e quintas-feiras, entre 18h e 22h. Porém, foram identificados dois picos muito representativos de menções nas quartas e terças-feiras, entre 21h e 00h, o que reforça a característica da rede como segunda tela, onde os usuários interagem acompanhando programas de televisão como jogos de futebol e reality shows.
O maior número de publicações é proveniente dos segmentos: Finanças (42%), Varejo (19%), E-commerce (18%), Educação (11%), Beleza e Higiene (6%), Saúde (3%) e Moda (1%). Isso reforça o perfil da rede como um canal de atendimento de consumidores com soluções rápidas de problemas.
Facebook
O Facebook possui um equilíbrio de interações entre os usuários durante os dias úteis, sendo que o horário com maior engajamento é entre 11h e 14h.
Dentro da rede social o maior número de publicações é dos segmentos de Finanças (31%), E-commerce (28%), Varejo (21%), Beleza e Higiene (8%), Educação (7%), Saúde (3%) e Moda (2%). O Facebook é conhecido pela interação e engajamento dos usuários com as marcas, o que explica a importância de assuntos como varejo e e-commerce, destacando o espaço do marketing de conteúdo para a estratégia das principais empresas.
Instagram
A rede social para compartilhamento de fotos e vídeos mostra uma interação constante durante a semana, e o número de publicações não sofre grandes alterações entre os dias úteis. O estudo também identificou que os horários de pico do Instagram ficaram entre 11h e 14h, e 18h e 22h. Esta foi a única rede social que não apresentou redução de interações aos finais de semana.
O Instagram é bastante usado para a divulgação do visual de produtos e serviços, e dentro da ferramenta os segmentos com maior número de postagens são E-commerce (33%), Varejo (32%), Beleza e Higiene (13%), Moda (9%), Educação (8%), Finanças (4%) e Saúde (1%).

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

5 dicas para ter mais seguidores no Instagram


A presença de uma empresa nas mídias sociais ganha importância e sentido a partir do momento em que esses canais auxiliam a aumentar a gama de clientes dessa companhia. E para que isso seja possível, é preciso ter um número relevante de seguidores e manter um bom relacionamento nas mídias sociais.
Nesse post, vamos falar especificamente sobre o Instagram. O ser humano é muito mais visual do que textual e, por isso, o Instagram pode ser muito útil na sua estratégia de prospecção, principalmente se você trabalha com elementos visuais, como gastronomia ou decoração, ou ainda com tarefas que permitam explorar vídeos curtos, como é o caso das academias.
Confira, abaixo, algumas dicas para conquistar cada vez mais seguidores para a conta da sua empresa no Instagram:
  1. Saiba usar as hashtags
As palavras com hashtag facilitam a navegabilidade na mídia social porque, quando alguém clica em uma hashtag, é possível ver tantas outras publicações relacionadas àquela palavra. Dessa forma, as suas publicações são melhores indexadas no mundo virtual e podem ser encontradas por mais pessoas.
  1. Busque as pessoas
Buscar pessoas no Instagram e segui-las, especialmente os formadores de opinião dentro do meio online, aumentam as chances de você ganhar seguidores também. Isso porque, quando você segue alguém, essa pessoa recebe uma notificação e passa a conhecer o seu perfil. Mas é preciso ter cautela, pois seguir muitas pessoas em um curto espaço pode atrapalhar a sua estratégia de comunicação.
  1. Invista na interação
Além de conquistar novos seguidores, é importante mantê-los dentro da sua rede de contatos. Para isso, é preciso dar bastante atenção a esses usuários. Por exemplo: quando alguém comentar as suas publicações, responda. Além disso, você pode acompanhar as postagens de outras empresas ou pessoas e curtir o que você gostar. Outra alternativa é investir em publicações com perguntas. Manter as pessoas interessadas é a chave do negócio.
  1. Escolha o horário certo
A escolha do horário ideal para as publicações varia muito de acordo com o nicho da empresa. É comum que alguns perfis sejam mais acompanhados em horário comercial, enquanto outros têm mais audiência à noite. Nesse caso, a dica é fazer testes em diferentes momentos do dia até encontrar o horário em que as suas publicações geram mais engajamento.
  1. Menos é mais
A melhor dica para aumentar o seu número de seguidores no Instagram é ter paciência. Contar com menos seguidores, mas que realmente interagem com o seu perfil é melhor do que ter muitos contatos que nem veem os seus posts. Lembre-se: um perfil de qualidade gera uma audiência de qualidade.

É importante ressaltar, ainda, que você não deve encher a timeline dos seus seguidores só com as suas postagens. No caso do Instagram, uma frequência de uma ou duas publicações por dia é o recomendado.

terça-feira, 16 de agosto de 2016

Maior Audiência: atraindo acessos para seu site com as redes sociais

social media

O grande crescimento das redes sociais não é algo que podemos ignorar. Por exemplo, existem mais de 2,3 bilhões de usuários ativos em redes sociais pelo mundo.
Ainda que você mude a sua estratégia de marketing e o seu orçamento para as redes sociais, ela não é garantia de sucesso. Existem muitas formas de se dar bem com as redes sociais. Existem também diversas técnicas que vão te deixar se debatendo e procurando por respostas.
Como os seus competidores continuam a implementar uma sonora estratégia de redes sociais, é importante para a sua marca fazer o mesmo, se quiser aumentar o tráfego do site. Você não pode se dar ao luxo de perder essa oportunidade de interagir com os seus clientes e com os seus prospects nas redes sociais.
Vamos dar uma olhada em alguns dados estatísticos de redes sociais:
  • Em janeiro de 2014, 74% dos adultos presentes online estavam utilizando as redes sociais. (Pew Research Center)
  • 66% dos profissionais de marketing B2B nomearam o LinkedIn como a plataforma de rede social mais efetiva, seguido pelo Twitter que obteve 55% e o Facebook com 30%. (Content Marketing Institute)
  • Facebook tem mais de 1 bilhão de usuários ativos diariamente. O Twitter possui 320 milhões de usuários ativos mensalmente. O LinkedIn possui mais de 414 milhões de membros registrados.
Os números não mentem. Eles provam que existem muitas oportunidades de se conectar com um grande público.
Espero que você já esteja utilizando, de alguma forma, o marketing de redes sociais. Mais do que isso, espero que você já tenha um plano predefinido que gere resultados positivos.
Então, o que você pode mudar em 2016, para aumentar o tráfego do site com as redes sociais?
Não precisa se apavorar, já que eu compilei uma lista com 7 mudanças simples no site que você pode utilizar para dobrar o tráfego do site com as suas redes sociais.
Se você possui urgência em aumentar o tráfego do site por meio das redes sociais, construa a sua marca, e utilize estes benefícios para aumentar as suas vendas.

1. Utilize Imagens

É importante entender o valor de um conteúdo único e de alta qualidade. Mas esse fator não deve se tornar um problema em sua estratégia de postagem. Você deveria ter o hábito de inserir imagens nos seus posts.
Vocês sabiam que o uso de imagens está sendo utilizado para aumentar o alcance nas redes sociais?
No começo deste ano, eu te mostrei o quanto é simples adicionar imagens de qualidade nos posts do seu blog. Existem diversas ferramentas que fazem isso, entre elas o Canva e a Spruce.
Um exemplo é a Spruce, que deixa claro no seu site que utilizar imagens no Twitter é importante.
Tweets com imagens conseguem um aumento de 150% em retweets
Mas, isso não significa que você deveria somente incluir imagens quando publicar posts em redes sociais. A mesma estratégia pode ser utilizada em seu blog. Isso traz diversos benefícios, como:
  • Aumentar o engajamento.
  • Manter os leitores no seu site por um maior período de tempo.
  • Ajudar a mostrar o seu objetivo.
Em um post que eu publiquei recentemente sobre o marketing de conteúdo, eu adicionei mais de 10 imagens, no intuito de fortalecer o conselho que eu estava dando.
Veja a primeira imagem:
image00
Além de encaixar perfeitamente no assunto em questão, a imagem também fornece um valor adicional ao conteúdo. Isso é o melhor dos dois mundos quando pensamos na escolha de imagens.
Eu já testei posts com e sem imagens. Confie em mim, de várias maneiras, é melhor adicionar imagens relevantes aos seus posts.

2. Crie o Tipo Certo de Conteúdo

Uma coisa é criar conteúdo para o seu blog. Outra, completamente diferente, é criar o tipo certo de conteúdo.
Antes de aprofundar no assunto, lembre-se disto: normalmente maior é o melhor.
image01
Esse gráfico mostra que um conteúdo com mais de 2.400 palavras tem uma chance melhor de alcançar uma posição alta nos mecanismos de busca.
O tamanho do conteúdo é muito importante para o seu sucesso, assim como para os rankings dos mecanismos de busca e para os compartilhamentos nas redes sociais.

Opte por qualidade em vez de quantidade. É fácil de acreditar que mais conteúdo aumenta as oportunidades para compartilhamentos nas redes sociais, mas isso só é verdade se você mantiver a qualidade desses conteúdos. Um post com muita qualidade é melhor do que 3 com conteúdos medianos.
Se você quer que a sua audiência compartilhe o seu conteúdo, veja essas 3 dicas:
  • Procure saber sobre o que as pessoas estão interessadas. Revisando os dados estatísticos, você pode ver o tipo de conteúdo que está fazendo mais sucesso. Com essa informação você pode, futuramente, criar um conteúdo que satisfaça as vontades do seu público-alvo.
  • Saiba o que os seus leitores compartilharam no passado. Se você quer que a sua audiência compartilhe o seu conteúdo, veja as pistas do passado. Responda esta pergunta: qual é o assunto dos seus 3 posts mais compartilhados? Isso vai te dizer o que as pessoas estão querendo.
Você não pode esperar que os leitores compartilhem o seu conteúdo nas redes sociais, a não ser que ele forneça valor. Afinal de contas, eles não querem associar os seus respectivos nomes com um conteúdo mais ou menos.
Quando você cria o tipo certo de conteúdo, todo o resto se ajeita.

3. Implemente Ferramentas de Rastreamento nas Redes Sociais

Você precisa entender como o seu site está se saindo, em termos de tráfego nas redes sociais. Você deve se perguntar as seguintes questões:
  • Quanto de tráfego das redes sociais o seu site está recebendo?
  • Qual plataforma está direcionando o maior tráfego?
  • Qual tipo de conteúdo está dando certo nas redes sociais?
Implementando uma ferramenta de rastreamento das redes sociais, é mais fácil responder essas questões precisamente.
Eu sou um grande fã de automação. É por isso que eu sugiro que você use o maior número de ferramentas que você conseguir. Um painel de negócios, como oDasheroo, pode te ajudar do ponto de vista das redes sociais.
image07
Esse é um exemplo do tipo de dados que você pode aproveitar. Ele mostra que o Facebook é a fonte de tráfego número um, seguido pelo Twitter, depois o LinkedIn.
Porém, como você pode usar esses dados para aumentar o tráfego do site com as redes sociais? É fácil:
  • Aprenda de onde a maioria do seu tráfego está vindo. Depois faça mais esforços nessa área.
  • Destaque os tipos de conteúdo que estão recebendo mais compartilhamentos.
  • Entenda o tipo de rede social que direciona mais tráfego para o seu site.

Com esses dados, faz muito sentido para mim impulsionar esse tipo de post nos próximos meses. Eu sei que os meus leitores vão gostar do conteúdo. Eu também sei que eles vão compartilhá-lo nas redes sociais. Todos os lados ganham nessa situação.
Este ano, por exemplo, eu descobri que os meus leitores estão mais interessados do que nunca em qualquer tipo de guia ou curso, associados a uma estratégia de marketing em particular. Esse tipo de post está gerando muito tráfego e também está sendo compartilhados regularmente nas redes sociais (mais de 1.000 compartilhamentos por post é a norma).

4. Instale Um Plugin de Compartilhamento de Redes Sociais

Vou ser direto: se você não facilitar o compartilhamento do seu conteúdo, provavelmente o seu público não vai compartilhá-lo.
Se você simplificar o processo para apenas alguns cliques, provavelmente eles vão estar mais propensos a compartilhar o seu conteúdo.
image05
Não há nada complicado nisso. Enquanto o leitor vai abaixando a página, esses dois botões aparecem no lado esquerdo.
Em qualquer momento, o leitor pode clicar em um desses botões e compartilhar o conteúdo com outras pessoas. Clique no botão do Twitter, e esta tela aparecerá:
image04
Isso faz com que qualquer leitor possa compartilhar o post, em segundos. Se o seu site não tem essa funcionalidade, o processo é mais complexo. É um processo factível, mas você está pedindo aos leitores que  copiem o link, criem o seu próprio texto, abram a rede social, para só depois compartilhar.
Veja esta lista abrangente de alguns dos melhores plugins de compartilhamento nas redes sociais de 2016. Com certeza você vai achar um plugin dessa lista que vai servir bem ao seu blog e ao seu orçamento.
Você vai facilitar ou dificultar a vida dos seus leitores?

5. Adicione um Link para Twitter

Com 320 milhões de usuários ativos mensais e um bilhão de visitas únicas mensais para sites com Tweets incorporados, não há tempo a perder com o poder do Twitter. Esses números podem não ser tão robustos quanto os do Facebook, mas ainda sim, te dão muitas oportunidades para direcionar um tráfego considerável.
Mais acima, nós falamos sobre os benefícios de se usar um plugin de compartilhamento de redes sociais para aumentar o tráfego do site. Essa dica vai na mesma linha, porém você está confiando mais nas funcionalidades do Twitter.
O HubSpot é mestre em usar o botão “click to tweet” para aumentar os compartilhamentos sociais. Este post tem mais de 100 desses botões. Para cada estatística, o escritor adicionou um botão para publicar no  Twitter.
image02
E, assim como o plugin de compartilhamento de redes sociais, esse botão dá aos leitores um impulso na direção certa. Quando alguém clica no botão, isto é o que aparece:
image03
Mais uma vez, você só está pedindo para que a pessoa faça 2 coisas:
  • Clique no botão “click to tweet”.
  • Clique no botão Tweet.
Mesmo que eles tenham a opção de customizar o post, eles não precisam necessariamente customizá-lo. Já está tudo lá para eles, incluindo o link e as hashtags.
Se você deseja direcionar muito tráfego gratuito via Twitter, uma estratégia sólida é um bom começo.
Dica profissional: use o ClickToTweet não só para criar um link, mas também para rastrear a atividade em torno de cada um deles.

6. Poste Com Menos Frequência


É aqui que as coisas ficam complicadas. Você pode postar no seu blog quantas vezes você quiser, mas você pode não querer impulsionar todo o conteúdo através dos seus canais sociais.
O senso comum diz que você deve publicar um conteúdo novo sempre que possível para conseguir aumentar o tráfego do site. Isso é uma boa estratégia, mas só se você for capaz de satisfazer os padrões de alta qualidade. Se faltar qualidade, o número de compartilhamentos sociais vai cair.
Aqui está o porquê. Um estudo recente da HubSpot mostra que postar muito nas redes sociais não significa necessariamente atingir um número maior de engajamento.
image06
Veja este trecho que explica isso melhor:
“Enquanto o número médio de posts publicados por semana reduziu no grupo de empresas com 1-10 funcionários para o grupo com 11-50 funcionários, o número de interações por post aumentou. E, quando os posts por semana aumentaram ligeiramente do grupo de empresas com 11-50 para o grupo com 51-200, as interações por post diminuíram significativamente.”
Isso significa que menos posts vão sempre resultar mais engajamento? Provavelmente não. Porém o que o estudo realmente mostra é que postar com frequência não resulta, necessariamente, em mais engajamento.
O seu trabalho é organizar tudo isso, respondendo as seguintes questões:
  • Você vai compartilhar todo o conteúdo nas redes sociais?
  • Como você irá escolher qual conteúdo impulsionará mais?
  • Qual é a correlação entre o número médio de posts por semana e o número médio de interações?
Para um determinado grau, isso é tentativa e erro. Nesse blog, eu tenho o costume de postar uma vez por dia. Até agora, esse novo cronograma tem dado certo, pois o tráfego e o engajamento nas redes sociais estão crescendo.
Porém, isso não significa que você vai ter os mesmos resultados. Talvez, uma diminuição no número de posts por semana pode aumentar o tráfego nas redes sociais. Não tenha medo de experimentar estratégias diferentes antes de fazer uma decisão final.

7. Apenas Peça!

A chave para direcionar mais tráfego nas redes sociais é simples: fazer com que mais pessoas compartilhem o seu conteúdo através de suas redes sociais.
Porém, a pergunta que todos nós temos que responder é, “qual é a melhor maneira de estimular os leitores a compartilhar o nosso conteúdo?”
Esse post é sobre mudanças que podem aumentar o tráfego do site com as redes sociais. Até agora, eu providenciei boas dicas para impulsionar a sua estratégia.
Agora, vamos falar sobre uma maneira mais direta. O que há de errado em pedir para que a sua audiência compartilhe o seu conteúdo nas redes sociais?
Veja algumas maneiras de pedir ajuda para os seus leitores (a primeira é um ajuste no site):
  • No final de um post, diga alguma coisa como “Se você gostou dessa dica, sinta-se livre para compartilhá-la no Twitter ou no Facebook.” Você pode até mesmo usar um botão “click to tweet” para ajudar a sua causa.
  • Escreva um email para os principais influenciadores na sua área, perguntando se eles poderiam compartilhar o seu conteúdo. Se você for direto, curto e tiver algo valioso para ser compartilhado, você pode se surpreender com os resultados.
  • Entre nas redes sociais para começar uma conversa. Não espere que os outros ajam enquanto você mesmo pode fazer o seu caminho. Talvez você use o Twitter para compartilhar um post recente com os influenciadores que você mencionou. Ou, talvez você use o LinkedIn para entrar em contato com uma audiência mais profissional. Você pode usar qualquer rede social para compartilhar o seu conteúdo e pedir para que outros façam o mesmo.
Não seja tímido em pedir para que os outros compartilhem o seu conteúdo nas redes sociais. Se isso for feito com bom gosto (sem exageros), pode gerar bons resultados.

Conclusão

É fácil acreditar que a sua estratégia de rede social esteja funcionando. Especialmente, se você está feliz com os resultados.
Entretanto, ao fazer algumas mudanças importantes no seu site, você vai perceber que só tocou a ponta do iceberg.
Eu listei sete mudanças práticas para ajudar a aumentar o tráfego do site através das redes sociais. Eu espero que você implemente uma ou mais em um futuro próximo.
O que você acha dessas mudanças? Você já experimentou alguma delas no passado? Você irá experimentar alguma futuramente?